My Stick Family from WiddlyTinks.com




Diversos assuntos

quinta-feira, 10 de abril de 2008

faça seu retrato



Oi minhas amadas, estou radiante em ver tantas amigas querendo ajudar com o chá que estou organizando para o baby da minha prima. É bom poder contar com as pessoas e melhor ainda ajudar a quem precisa, não é mesmo ?????

Bom, o chá continua a todooooooooo vapor, no dia 04 de maio vou reunir lá em casa algumas amigas e faremos um chá de tarde para a entrega dos presentinhos.

Ela sabe que estou bolando o chá, mas não contei que ia divulgar aqui no blog, então serpa uma surpresa, uma ótima surpresa.

As formas de ajudar são:

Correio – Vc me passa seu e-mail e eu envio uma listinha com sugestões de itens que podem ser enviados e meu endereço.

Submarino – Criei uma listinha no site submarino, quem preferir ajudar por lá, tb é válido. Segue o link: http://www.submarino.com.br/wishlist/lista.aspx?id=891992

Deposito Bancário – Uma amiga de um grupo de participo achou essa a melhor opção, então quem quiser participar dessa maneira tb me passa o e-mail e eu passo o nº da conta. Certo ?

Qualquer duvida, deixe seu comentário

Bom,agora vamos falar daquela coisinha gostosa que deixo em casa todos os dias para vir trabalhar e que quando retorno no final do dia me recebe com um lindooooo sorriso, um abracinho desajeitado e muitoosss gritinhos...

De quem estou falando ????

Do meu filhão Francisco.




Bom, eu marquei sua primeira consulta com um odonto pediatra, para conversarmos e tirar todas as minhas duvidas. Vai ser na semana que vem, dia 17 de abril. Depois venho contar tudinhooooooooo

Na semana passada ele chamou o Tatatá, papai dele e claro que o Gelson ficou pra lá de feliz. Ai era a todo instante Tatatá... Tatatá. Teve um dia de madrugada que ele acordou para mamar e foi pra nossa cama, marido continuava dormindo mas quanto o Francisco soltou um lindooo Tatatá... ele não se agüentou , acordou e o encheu de beijinhos....

Outra coisa que tá acontecendo é que o sono dele desregulou novamente, antes ele dormia as 21hs, acordava mais ou menos as 2:30 da madruga, mamava, virava pro canntinho e dormia. Agora ele acorda e fica no mínimo uma hora acordado, nesso intervalo de tempo eu caindo de sono, tenta nanar, canto musiquinhas, finjo dormir e ele bate palminhas, conversa, quer sentar na cama, quer pegar os brinquedos...Será ainda em função do salto de desenvolvimento ?????

Ahhh mais uma coisa, antes ele nunca tinha assadura, mas desde aquela alergia, que já foi curada, o guri vira e mexe e ta assado, já usei de um tudooooooo , na consulta desse mês vou mandar uma cartinha para a pediatra pedindo novas orientações... pois até do banho agora ele reclama, desde um dia que estava assado e no banho ele chorou, acho que ardeu... ai todo dia tem sido um chororó, isso que ele amava banhoooooooo...

Ontem o guri rejeitou o dia todo a mamadeira, almoçou, comeu frutinhos e jantou bem, mas leite nananinanãoooooooo, ai ontem não fui na Casa Espírita pois estava ansiosa para ver ele, tentar dar leite do peito, essas coisas...


Ai, acho que escrevi demais.

Uma linda mensagem para todas mamães

SER MÃE

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo, espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga; o instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É leva-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas. Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampara-los nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: “e se tivesse sido meu filho?”

E quando vir fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observa-lo sentado no chão, brincando com o filho. É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de “mamãe” a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê. Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.




Beijosssssssssssssssssssss
 
posted by Vivi a mamãe do Francisco e da Giovana at 4/10/2008, |

8 Comments:

Bonita a sua atitude em querer ajudá-la

Parabéns

Beijos
Oi Vivi!
Lindas as fotos do seu gatinho! Que amor de menino! Tem dentinhos nascendo? Meus meninos rejeitam a mamadeira quando a gengiva está inchada e dolorida. As assaduras podem estar relacionadas também ao nascimento dos dentes. Ou à algum alimento que o organismo do Francisco não esteja aceitando muito bem.
Beijos enormes para vcs dois. E o aniver?
Oi Vivi, seu filho é um bonequinho!!!!!!
Ele come muito danoninho? isso pode ser o causador das assaduras...
Bjokas
Oiee, claro que lembro de vc e lembro da sua gravidez tb!
Francisco está lindo e enorme!!!
Estarei sempre vindo aqui...espero vc por lá tb!!!
Bjss
SEMPRE QUE PODEMOS AJUDAR QUEM FOR É MUITO BOM, ACHO É FAZ MAIS SENTIDO A QUEM AJUDA DOQ PARA QUEM TA SENDO AJUDADO NEH? NOS SENTIMOS BEM!
O FRANCISCO TA UM GATINHO, QTO AS ASSADURAS, A MADY AINDA NAO TEVE, MAS PRA EVITAR DE VEZ EQTO COLOCO UM SAQUEZINHO DE CHÁ DE CAMOMILA NA BANHEIRA OU 2 COLHERES DE MAIZENA, COMO ELE JÁ TA ASSADINHO VC PODE COLOCAR A MAIS, E NO LUGAR ONDE TA ASSADO SEMPRE Q VC PASSAR O CREME DE ASSADURAS PASSE ATE SAIR O BRANCO, NAO DEIXE AQUELE EXCESSO!
BJINHOS E BOM FDS!
Oi Vivi!!!!
O seu filhote é muuuuuito lindo!!!Vivo falando que ele é um poço de simpatia!!!Lindo!!!
ADorei o texto de ser mãe...Ultimamente tenho pensado tanto nisso, "será que vou ser boa mae..." essas coisas de gravida..kkkk
Beijos grandes pra voces!!!!!!!!!!!
Ai amiga...e num é que já sinto esse amor maior que tudo??Me consumiu de uma forma que nunca imaginei sentir!
E com certeza faremos sempre o melhor que pudermos né?Que papai do céu abençoe e ilumine sempre nossos caminhos!!!!
Beijossssssssssssssssss
Oi Vivi, vamos lá:
Sua prima, eu tenho várias coisinhas da Mariana (a maioria rosa e com detalhes de menina), o baby dela é menina? Se for me passa um e-mail com o endereço que eu mando algumas coisas. Se não for me passa o endereço que eu mando fraldas, ok? e-mail: monalisacris@hotmail.com
Quanto ao sono, eu tomei algumas atitudes "radicais" em relação a Mari, como nunca levar pra minha cama, se ela acorda no meio da noite, e também não pego no colo, vou cantando, dando palmadinhas no bumbum até ela pegar no sono novamente. Babys na idade deles que comem super bem, não tem fome à noite, então não tem necessidade nenhuma de mamadeira no meio da madruga. Ela pode dormir no máximo até 17:30h, depois disso não deixo dormir mais. Às vezes, ela fica morta de sono quando dá seis ou sete horas, mas a gente segura as pontas, inventa mil e umas e não a deixa dormir mais. Assim, ela aprendeu a dormir a noite toda. E hoje eu agradeço imensamente por ter feito isso.
Sobre assaduras eu não sei que dica te dar, pois a Mari nunca ficou assada. Mas, já ouvi muito falar sobre a maizena.
Ih, virou um livro...kkkkkkkkkk
Beijos