My Stick Family from WiddlyTinks.com




Meu primeiro dia das mães

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Devo confessar que não foi como imaginei, ai sei lá, esse mal que temos de gerar expectativas né.

Imaginei que seria acordada com café na cama ( nem que fosse uma xícara de café e um pãozinho ), muitos beijinhos... mimos e mais mimos.

Pois mesmo sabendo que faço todo possível para ser a melhor mãe para o Francisco nada como massagear o ego né meninas.

Por conta disso levantei com um tremendo mal humor, almoçamos na casa da minha mãe, com mais algumas pessoas.

Mas mesmo não sendo o que eu queria ou como queria, tentei fazer da melhor forma... passei o dia na volta do Francisco, literalmente sentei no chão e brinquei muito, segurei o pelas mãozinhas e caminhamos muitoooooo.
Pois meu melhor presente está ao meu lado irradiando meus dias, iluminando minha vida, fazendo florescer diariamente o amor dentro de mim...

Afinal de contas as pessoas são como são e não como a gente quer né, e tb não fazem o que a gente faria né...

Tenho é que aprender a não criar expectativas, e esperar a mais dos outros.

Não tô aqui reclamando do meu marido não, pois apesar de não se ligar nesses detalhes " que pra mim fazem a diferença", ele é um otimo pai, dedicado, amoroso, daqueles que acordam a noite pra fazer mamadeira ou trocar fralda, que esteve por perto em todos momentos que precisamos ( tanto eu quanto o Francisco ) .

Bom, mas o dia acabou, aquele dia seimbolico sim... hj pela manhã mandei uma mensagem pra ele manifestando minha "frustração".... pelo menos desabafei...
E mesmo não ter sido como eu queria, senti umna imensa alegria em estar comemorando um dia que hj é meu tb... sei lá... uma coisa diferente mesmo.

*+*+*+*+

Sábado pela manhã, estava eu estendendo roupas e tem uam escola bem pertinho da minha casa, as crianças estavam homenageando as mães e cantaram uma música tão linda e que parei pra escutar e percebi que é bem assim mesmo... segue ela :



ESPERANDO NA JANELA

Quando me perdi
Você apareceu
Me fazendo rir
Do que aconteceu
E de medo olhei
Vi tudo ao meu redor
Só assim enxerguei
Que agora eu estou melhor

Você é a escada da minha subida
Você é o amor da minha vida
É o meu abrir de olhos do amanhecer
Verdade que me leva a viver

Você é a espera na janela
A ave que vem de longe tão bela
A esperança que arde em calor
Você é a tradução do que é o amor
E a dor saiu
Foi você quem me curou
Quando o mal partiu
Vi que algo em mim mudou
No momento em que eu quis
Ficar junto de ti
E agora sou feliz
Pois te tenho bem aqui

Você é a escada da minha subida
Você é o amor da minha vida
É o meu abrir de olhos do amanhecer
Verdade que me leva a viver

Você é a espera na janela
A ave que vem de longe tão bela
A esperança que arde em calor
Você é a tradução do que é o amor





Ai de noite (ainda no sábado ) estavámos já deitados e passou na TV uma propagando do Zaffari em homenagem às mães... onde no fim a menininha entrega para sua mãe um cartão com uma letra horrivel... todo errado e ela coloca no mural e exibe a todos o "lindo" presente feito pela filha.

Como são as coisas né, fiquei imaginando e comentei com o Gelson em como a gente é boba né, vou ficar imensamente feliz em receber um cartão com uma letra toda errado ou um desenhos mal pintado, mas que pra mim será a mais linda obra prima, que vai me deixar imensamente emocionada e feliz e se duvidar poderá até me fazer chorar...

Isso é que ser mãe... são pequenas coisas que unidas formam um amor total... amor incondicional...

Sábado fomos conhecer o Henrique, filho de um casal de amigos nossos... um fofo...


Ele é um fofo... uma graça.

Amor de mãe:





Uma semana abençoada para todas nós !!!!

Beijos




 
posted by Vivi a mamãe do Francisco e da Giovana at 5/12/2008, |

8 Comments:

oi Vivi, primeirona!!!!!!!!!
Oi linda que pena que seu dia não foi como vc esperava mas olha, o meu também não foi não. Nem esse e nem o primeiro. è claro que no primeiro eu também tinha criado muitas expectativas mas, acho que como vc, eu também preciso aprender a não esperar muito das pessoas. Eu nado numa fase... queria ter pelo menos uma amiga como eu. às vezes acho que me importo mais com as pessoas do que elas comigo.
Sobre o dia das mães... meu marido trabalha num restaurante e essa data é a que dá mais movimento no ano inteiro. Conclusão: ele trabalhou o dia inteiro e à noite tava um bagaço. Dormiu no sofá. Nem almoçar comigo ele pôde, pra vc ter uma idéia.
Mas eu lembro um ano antes de eu engravidar como foi horrível passar o dia das mães. Qdo eu cumprimentava alguém ás vezes a pessoa tinha o impulso de dizer: pra vc tb... mas ah1, desculpa, vc não é mãe!!!!!!!!
então, agora que sou mãe, mesmo o dia sendo uma droga, eu comemoro!
bjos
Vivi querida, fiquei tristinha ao ler seu post por uqe eu sou um pouquinho como vc e já me decepcionei muito... esse meu dia das mães foi o primeiro dia das mães que eu realmente curtir muito. O Gui já está grandinho e ninguém escreveu o nome dele por ele, ninguém escreveu por ele... ele recebeu ajuda, claro, na escola e em casa, fez outro cartão com a priminha dele que ficou mais lindo ainda. Marido é totalmente desligado do mundo e aprendi a não me chatear mais e tentar mudá-lo um pouquinho... mostro que nunca deixei de fazer uma surpresa no dia do spais e no niver dele com os meninos... e ele tem que fazer o mesmo para mim por que sozinhos, os meninos ainda não vão... e se a gent nõa ensiná-los a valorizar cada coisinha da vida, quem vai???? Lembro que quando o Gui tinha 2 anos, escolhi um presente e mandei que ele fosse sozinho com o Gui comprar... hoje, ele já está aprendendo a ser mais carinhoso nessas datas sozinho... e assim é a vida... Beijo
Oi Vivi,

acho que ser mãe é exatamente como você falou no final do post. Não fique triste não, querida. Pense da maneira que disse, e seja ainda mais feliz com seu maior presente da vida, seu filho!

Super beijo pra você!
Vivi...criar expectativa é mal de mulher...comigo aconteceu a mesma coisa, mas to aprendendo que os homens em geral são assim, precisamos ser objetivas com o que queremos e não deixar nas entrelinhas ou esperar que eles adivinhem...mas mesmo assim ser mãe é maravilhoso...nosso maior presente são nossos filhos com saude e lindos

bjs e uma otima semana
Oieeee! Nossa que post mais lindo Vivi. Estou aki muito emocionada com o que li. Ser mãe é algo maravilhoso.
Uma linda semana pra vc também, e para o lindo Franciso!
Me perdoe pela ausência, mas vc sabe como é ter um bebe novinho em casa né, hehe. O meu primeiro filho era bem tranquilo, mas Sophia não dá muito sossego não. Ela achou o peito e agora não quer mais largar, então se abre o olho quer mamar na certa, hehe. Estou tentando colocar uma chupeta nessa dieta dela, mas ela se recusa pegar, então vai o peito mesmo, hehe.
Dai
Vivi, eu também passei por um stress no dia das Mães...
Quanto às expectativas, você tem razão. A gente cria expectativas demais e depois se frustra.
Bem, o mais importante é que os nossos filhotes estão lindos e com saúde. Graças a Deus!!
Beijinhos!!!!
Oi linda, homem é assim mesmo o meu esqueceu do presente no dia do niver de casamento, fiquei muito brava tb, mas aprendemos a levar né. O importante é que a presença dos filhos, com saúde e felizes não faltou, aliás tivemos em excesso.
Vc já resolveu o enfeite das mesinhas pro niver do Francisco, tô precisando de idéias e modelinhos.
Beijo grande.
Pri e Isa
Oi vivi,
esse é o primeiro comentário q deixo mas já te visitei outrs vzs.Fico feliz de vc estar me dando forças tbém no blog!E quanto à frustração, é assim mesmo, nós mulheres gostamos de ser elogiadas e lembradas, mas acho q os homens não são dotados desse tipo de coisa, tbém espero coisas do meu marido q ás vzs o coitadinho nem sabe, mas eles demonstram o tempo todo q nos amam, só a gente q não percebe!
Bjos.